Projeto

O Projeto IT Girls da Universidade Federal da Paraíba, especificamente no campus IV (UFPB) é direcionado às alunas do ensino fundamental, médio e graduandas dos cursos de Tecnologia da Informação (TI). Tem como principal propósito fazer com que novas meninas conheçam melhor as áreas das Tecnologias da Informação e Comunicação, de forma a motivá-las a seguir carreira nessas áreas, como também unir e estimular aquelas que estão nos cursos, para que permaneçam, sejam bem-sucedidas e respeitadas. O projeto surgiu em meados de 2015 a partir de uma iniciativa das próprias alunas dos cursos da área de TI do Campus IV da UFPB, prontamente apoiada pelo corpo docente.

Descrição

O projeto IT Girls – Garotas na Tecnologia da Informação surgiu no campus IV da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em meados de 2015 a partir de uma iniciativa das próprias alunas dos cursos da área de TI, prontamente apoiada pelo corpo docente.Tem como principais objetivos apresentar a área de TI às alunas das escolas de ensino fundamental e médio do Litoral Norte de forma a atrai-las para os cursos de Licenciatura em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação, como também unir e estimular as graduandas que já estão nesses cursos, para que permaneçam, sejam bem-sucedidas e respeitadas no mercado de trabalho.

Ações Realizadas

As ações que vêm sendo realizadas no projeto IT Girls partem de três eixos principais estruturantes: conscientização, capacitação e investigação.

A conscientização ocorre principalmente junto à comunidade do município e à comunidade do Campus IV, na forma de palestras, exibições de filmes e mesas-redondas cuja temática seja o protagonismo feminino.

Num esforço para atrair e motivar alunas do Ensino Fundamental e Médio das escolas da região, tem-se por objetivo realizar oficinas de capacitação periódicas sobre assuntos como raciocínio lógico, robótica e programação, desenvolvendo nas meninas não apenas habilidades úteis em cursos de Computação, mas também sentimentos como autoestima e confiança. Como também, promover sessões de dojo com as meninas já ingressas nos cursos de Licenciatura em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação do Campus, para maior interação dessas meninas com a programação, no intuito da permanência delas no curso e menores índices de reprovações nas disciplinas de Programação.

Torna-se necessário investigar melhor quais outras ações têm sido adotadas por universidades e empresas da Paraíba para reverter o quadro de desigualdade de gênero, com isso o projeto IT Girls tem-se por objetivo realizar pesquisas com alunas e profissionais da área de TI em várias cidades da Paraíba, através de questionários e dados estatísticos identificar se existem relatos de preconceito e discriminação nesses contextos, se há diferença de salários e de oportunidades, e se a predominância da atuação feminina em algumas áreas é um mito ou uma realidade.